Página Inicial







Europa: Muçulmanos apoiam fraternidade pela paz mundial
18 de Fevereiro de 2019

Líderes muçulmanos europeus expressaram o seu “apoio e compromisso” com a “nobre iniciativa” e o conteúdo da mensagem expressa no documento sobre a «Fraternidade Humana em prol da paz mundial e da convivência comum», assinado pelo Papa Francisco e pelo Grande Imã Ahmed al-Tayyeb, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

 

Em comunicado, o Conselho Europeu de Sábios Muçulmanos (EuLeMa), refere que o Islão europeu adere “ao generoso convite” contido no documento, para que o texto assinado em Abu Dhabi “torne-se um guia para as novas gerações, em direção a cultura de respeito recíproco”.

 

A Declaração de Abu Dhabi refere que a “fé leva o crente a ver no outro um irmão que se deve apoiar e amar” e acrescenta que “da fé em Deus… o crente é chamado a expressar esta fraternidade humana, salvaguardando a criação e todo o universo e apoiando todas as pessoas, especialmente as mais necessitadas e pobres”, sendo que “o primeiro e mais importante objetivo das religiões é o de crer em Deus, honrá-Lo e chamar todos os homens a acreditarem que este universo depende de um Deus que o governa”.

 

“Em nossas funções de relações institucionais e de formação educativa no contexto da sociedade europeia, temos sido há tempos responsáveis ​​pela transmissão de valores universais e comuns ao cristianismo e ao islamismo, e às outras doutrinas de outras comunidades religiosas. Estamos conscientes de que somente a realização desta perspetiva de respeito pela sagrada identidade da vida, será capaz de deter a guetos, a vitimização, as discriminações e a homologação artificial e infundada da natureza humana”, lê-se no comunicado do Conselho assinado por 17 líderes muçulmanos, inclusive o Imã David Munir, xeque da Mesquita de Lisboa.

 

Os líderes muçulmanos europeus também anunciaram uma reunião do Conselho que acontecerá em Bucareste, onde serão estudados caminhos e programas operacionais para “atualizar nossas atividades à luz dos pontos expressos na Declaração de Abu Dhabi e favorecer seu pleno sucesso”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados