Página Inicial







Chile: Amnistia denuncia ameaças de morte contra ativista
30 de Maio de 2018

Rodrigo Mundaca e outros ativistas do coletivo Modatima lutam para defender o acesso à água no Chile. Como consequência da sua coragem, têm sido ameaçados com violência e detenções.

 

“A água é escassa na província de Petorca no Chile, o que coloca muitas comunidades em risco. Rodrigo Mundaca faz parte do Modatima, onde em conjunto com outros ativistas lutam para proteger o acesso das comunidades locais à água e expor a sua extração ilegal por vários políticos e empresas. Devido ao seu trabalho corajoso, muitos destes defensores encontram-se em risco de detenção e recebem regularmente ameaças de mortes e ataques físicos”, denuncia a Amnistia Internacional (AI).

 

Assim sendo, a AI está a divulgar uma campanha de assinaturas que serão enviadas ao Ministro do Interior e de Segurança Pública, Andrés Chadwick Piñeda, para que investigue estas ameaças de morte e que providencie as medidas de segurança e proteção necessárias a estes defensores de direitos humanos.

 

“Através desta petição, a sua voz irá ajudar a fazer pressão às autoridades chilenas para proteger os defensores de direitos humanos”, refere a organização.

 

 



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados