Página Inicial







Vaticano: Dor do Papa pelas graves violências na Nicarágua
4 de Junho de 2018

O Papa Francisco se manifestou, no domingo, 3 de junho, sobre a violência que assola a Nicarágua e recomendou o diálogo.

 

“Uno-me a meus irmãos bispos da Nicarágua ao expressar dor pelas graves violências, com mortos e feridos, perpetradas por grupos armados para reprimir protestos sociais. Rezo pelas vítimas e seus familiares. A Igreja é sempre pelo diálogo, mas isso requer o compromisso concreto a respeitar a liberdade e, em primeiro lugar, a vida. Rezo a fim de que cesse toda e qualquer violência e para que sejam asseguradas as condições para a retomada, o quanto antes, do diálogo”, disse o Santo Padre.

 

A triste situação da Nicarágua tem sido lembrada com frequência pelo Papa. Tem havido protestos contra o governo no país e grupos armados e com ligação ao poder estão a atacar a população civil.

 

Houve uma proposta de diálogo nacional, com mediação da Igreja Católica da Nicarágua, no entanto as negociações foram suspensas por falta de compromissos por parte do Governo e por ameaças de morte contra os mediadores.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados