Página Inicial







Vaticano: Inclusão financeira para promover a vida dos mais pobres
18 de Abril de 2018

O Papa Francisco apelou a um trabalho de “inclusão financeira”, dirigindo-se aos responsáveis internacionais que participam, em Washington (EUA), nas reuniões de primavera do Banco Mundial.

 

“Encorajo os esforços que, através da inclusão financeira, procuram promover a vida dos mais pobres, favorecendo um verdadeiro desenvolvimento integral, que respeite a dignidade humana”, declarou, no final da audiência desta quarta-feira, 18 de abril.

 

O Banco Mundial, instituição financeira internacional, efetua empréstimos a países em desenvolvimento.

 

Na reforma que tem promovido na Cúria Romana, o Papa criou em 2016 o Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral

 

Francisco tem deixado várias críticas à excessiva atenção dada à banca, pelos responsáveis internacionais, mais preocupados, segundo o pontífice, em “salvar os bancos” do que em salvar “a dignidade dos homens e mulheres de hoje”.

 

No seu vídeo mensal para o mês de abril, o Papa convidou os católicos a rezar para que os responsáveis pelo planeamento e gestão da economia “tenham a coragem de rejeitar uma economia de exclusão e saibam abrir novos caminhos”.

 

O Papa sustenta que a economia “deve seguir o caminho dos empresários, políticos, pensadores e agentes sociais que colocam em primeiro lugar a pessoa humana e fazem todos os possíveis para assegurar que haja oportunidades de trabalho digno”.

 

Com informações da Agência Ecclesia.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados