Página Inicial







Vaticano: Papa preocupado com violência em Jerusalém
24 de Julho de 2017

No domingo, 23 de julho, após recitar o Angelus com os fiéis presentes na Praça São Pedro, o Papa Francisco fez um apelo pelo fim da violência em Jerusalém, chamando as partes envolvidas à moderação e ao diálogo:

 

“Acompanho com preocupação as graves tensões e as violências destes dias em Jerusalém. Sinto a necessidade de expressar um premente apelo à moderação e ao diálogo. Convido vocês a vos unirem a mim na oração, para que o Senhor inspire em todos, propósitos de reconciliação e de paz”, disse o Santo Padre.

 

Os conflitos tiveram início na última sexta-feira, após a decisão de Israel de limitar o acesso à Esplanada das Mesquitas a pessoas maiores de 50 anos e instalar detetores de metais, em resposta ao ataque de três palestinos que matou dois policiais israelitas perto da cidade Velha a 14 de julho.

 

Nos conflitos entre polícia e manifestantes já morreram cinco palestinianos. Por outro lado, três colonos israelitas morreram após terem sido esfaqueados em um acampamento próximo a Ramallah.

 

Na manhã de domingo, os serviços secretos israelitas prenderam ao menos 25 pessoas na Cisjordânia, entre as quais alguns funcionários do Hamas e o ex-ministro e parlamentar palestiniano, Omar Abdel Razek.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados