Página Inicial







Brasil: Recordar a luta e obra do P. João Pedro Baresi
2 de Janeiro de 2019

O Pe. João Pedro Baresi faleceu no dia 8 de dezembro (dia em que católicos comemoram a Imaculada Conceição), em Veneza, Itália.

 

Padre Baresi viveu mais de 40 anos no Brasil, entre Espírito Santo e São Paulo, a trabalhar nas Pastorais Operária e Carcerária e na Comissão Justiça e Paz. Coordenou e editou por anos a Revista Sem Fronteiras. Recebeu o prémio Santo Dias de Direitos Humanos entregue pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), em 2001.

 

«Morre um profeta», escreveu a jornalista Adriana Dias na Revista Fórum.

 

O P. Baresi participou das lutas indígenas em defesa de suas terras e territórios e foi simpatizante do Movimento dos Sem-Terra (MST).” Padre Baresi sempre denunciou a opressão de modo direto. Durante a ditadura distribuiu, no estado do Espírito Santo, folhetos com mensagens de crítica ao regime e às prisões de inocentes, que a ditadura perpetrava diariamente.

 

“Nas paróquias em que trabalhou, como missionário comboniano sempre visitou as famílias do bairro, principalmente os doentes. Organizou círculos bíblicos nas famílias e turmas de crianças para a catequese, envolvendo a comunidade em prática solidária, e desenvolvendo a consciência anti-capitalista. Participou de lutas camponesas, indígenas, sobre demarcação de terras, junto ao MST.

 

Sua memória deixa um imenso legado de textos e exemplos de luta contra a opressão.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados