Página Inicial







Moçambique: Noviciado de Nampula dá os primeiros frutos
3 de Julho de 2017

O dia 24 de Junho de 2017 ficará gravado na história comboniana de Moçambique. Tendo como pano de fundo o 150º aniversário da fundação do Instituto, o 70º aniversário da chegada dos combonianos a Moçambique e o 25º aniversário da morte do Ir. Alfredo Fiorini, os primeiros seis noviços do noviciado de Nampula fizeram a sua primeira profissão. Durante os dois anos de noviciado, os noviços foram acompanhados pelos formadores P. Leandro Araya Leonardo, costa-riquenho, e P. José Júlio Martins Marques, português.

 

A celebração teve lugar na paróquia de Santa Cruz, confiada aos missionários combonianos, para onde confluíram os familiares dos professantes, membros de outros institutos religiosos, amigos dos combonianos e jovens da paróquia, que animaram a celebração com o canto e o serviço do altar.

 

Presidiu ao evento o superior provincial, P. Manuel António Bogaio Constantino, moçambicano, o qual sublinhou a natureza internacional e intercultural, cada vez mais remarcada, do Instituto comboniano. “Os combonianos – disse – têm uma cultura própria, com valores muito particulares, inspirados no Evangelho e em São Daniel Comboni, perante a qual as culturas originárias de cada comboniano passam para segundo lugar.”

 

A festa terminou com o almoço servido no recinto do noviciado, onde, disse o P. José Júlio, “recordámos aqueles que nos precederam, os que o Senhor já chamou e os que estão fora de Moçambique, sobretudo aqueles a quem a idade e a doença já não permitem que possam voltar para o meio de nós. A eles, o nosso sincero reconhecimento, por tudo o que fizeram, para que pudéssemos chegar onde chegámos”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados