Página Inicial







Dia Mundial da Criança: Cada criança conta!
1 de Junho de 2017

Iniciamos o mês de junho a celebrar as crianças e o seu dia. Sabias que esta data começou a ser comemorada pouco depois do fim da II Guerra Mundial? Esse foi um período histórico muito difícil e as crianças da Europa viviam sem saúde, casa, estudos ou alimentação. Muitas eram órfãs e outras eram obrigadas a trabalhar arduamente. Preocupadas com essa terrível situação, em 1950, a Federação Democrática Internacional das Mulheres propôs à Organização das Nações Unidas (ONU) que se criasse um dia dedicado às crianças de todo o mundo. A proposta foi aceite e este dia foi comemorado logo a 1 de junho desse ano!

 

Em 1959, a ONU aprovou a Declaração dos Direitos da Criança e, em 20 de novembro de 1989, a Convenção sobre os Direitos da Criança. Assim, os Estados e a humanidade reconheceram às crianças, independentemente da raça, cor, sexo, religião e origem nacional ou social, os seus direitos fundamentais: afeto, amor e compreensão; alimentação adequada; cuidados médicos; educação gratuita; proteção contra a exploração; liberdade de expressão; crescer num clima de paz e fraternidade universais.

Sabemos que todas as crianças nascem com os mesmos direitos, mas, ao redor do mundo, milhões de crianças ainda não se beneficiam dos seus direitos.

 

Neste mês, proponho-te que conheças os teus direitos e te esforces para aprender sobre a realidade dos teus coetâneos na África, Ásia e América Latina. Todos juntos podemos afirmar que cada criança é importante e conta.

 

(Bernardino Dias Frutuoso, editorial da revista Audácia de junho 2017)

 

Nos dias 9 e 10 de junho, o Santuário de Fátima recebe a 342ª Peregrinação das Crianças, que este ano tem como tema “Senhora do Rosário, mais brilhante que o sol", e será presidida por D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima.

 

Esta peregrinação é uma das maiores peregrinações ao Santuário, onde vêm milhares de crianças de todas as dioceses do país.

 

O lema deste ano - “Senhora do Rosário, mais brilhante que o sol” - tem como  referência o testemunho dos pastorinhos que referiram que Maria lhes apareceu como «a Senhora do Rosário» e abrindo as mãos refletiu nelas «a luz do sol» seguindo o conhecido milagre do sol.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados