Página Inicial







México: País é o mais perigoso para ministério sacerdotal
29 de Dezembro de 2014

De acordo com relatório do Centro Católico Multimídia (CCM) da Conferência Episcopal Mexicana, o México é o país mais perigoso da América Latina para os sacerdotes. Nos últimos 24 anos foram cometidos 47 atentados contra membros da Igreja Católica.

 

O recente relatório apresenta a lista dos agentes pastorais que perderam a vida de modo violento no México de 1990 a 2014: 1 Cardeal, 34 sacerdotes, 1 diácono, 3 religiosos, 5 leigos e uma jornalista católica. A estes, deve ser somado Pe. Gregorio López Gorostieta.

 

O corpo do sacerdote católico Gregorio López Gorostieta foi encontrado na quinta-feira, 25 de Dezembro, em um trecho da estrada que liga Ciudad Altamirano ao município de Arcelia, estado de Guerrero.

 

A Catedral de Ciudad Altamirano confirmou o homicídio do sacerdote, conhecido como “Padre Goyo”.

 

“Padre Goyo” foi sequestrado domingo, 21 de Dezembro, quando um grupo de homens armados invadiu o Seminário de Ciudad Altamirano. O padre foi executado com um tiro na cabeça.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados