Página Inicial







Nigéria: Raparigas sequestradas obrigadas à conversão
4 de Novembro de 2014

Na Nigéria desvanece a esperança de libertação das mais de duzentas estudantes sequestradas em abril pelo Boko Haram. O líder do grupo extremista islâmico anuncia em um vídeo: “converteram-se ao islamismo e foram dadas em casamento”.

 

Os apelos internacionais não serviram a nada. Nenhuma trégua foi aceita pelo Boko Haram, que há cinco anos semeia terror e morte na Nigéria, e que sequestrou em abril último em Chibok, 276 estudantes, algumas das quais conseguiram fugir, deixando para trás 219 colegas como reféns.

 

Em um vídeo que chocou as famílias das raparigas, o líder da organização extremista islâmica disse claramente que elas não voltarão a casa: “converteram-se ao Islão – sentenciou – e já foram dadas como esposas”. No vídeo, o grupo também nega o acordo de cessar-fogo e qualquer possibilidade de negociação proposta nas últimas semanas pelo chefe do exército regular.

 

Nas mãos do Boko Haram está também um refém alemão a quem ameaçam matar. Foi sequestrado em julho no nordeste do país.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados