Página Inicial







Itália: Aumenta o risco de abusos contra mulheres imigrantes no país
12 de Novembro de 2014

Houve um aumento de 300 por cento no número de mulheres vítimas potenciais do tráfico da prostituição em Itália, alerta a Organização Internacional das Migrações (IOM, na sigla em inglês). “Em 2014, chegaram à Itália 16.839 mulheres em situação vulnerável, enquanto no mesmo período de 2013 foram 5.163”, explica o responsável pelo escritório da IOM.

 

“Em especial, notamos um relevante aumento de jovens provenientes da Nigéria: 1.290, três vezes mais em relação às 392 que chegaram no ano anterior”.

 

A partir deste ano, a Organização constituiu dois grupos de combate ao tráfico ativos nas regiões da Sicília e da Puglia, com a finalidade de reforçar as atividades de identificação das vítimas da exploração.

 

Esses grupos entram em contato com as jovens assim que elas desembarcam no porto, para informá-las de seus direitos antes de serem abordadas por eventuais criminosos. Normalmente, as meninas são recrutadas em seus países de origem, com a promessa de encontrar um trabalho na Itália. Mas já durante a viagem se encontram numa condição de semi-escravidão e obrigadas a se prostituírem.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados