Página Inicial







Sudão do Sul: Missa de sufrágio pelas vítimas da guerra civil
16 de Dezembro de 2014

Uma oração de sufrágio pelas vítimas da guerra civil e pela paz no país foi celebrada ontem, 15 de dezembro, na Catedral de Juba, capital do Sudão do Sul, um ano depois que eclodiu a guerra civil.

 

De acordo com o «International Crisis Group», o conflito provocou pelo menos 50.000 mortos, em sua maioria civis, um número que, segundo outros observadores, poderia chegar aos 100 mil.

 

A Missa foi presidida por Dom Paolino Lukudu Loro, Arcebispo de Juba, que lançou um novo apelo à paz e à estabilidade no país, invocando a ajuda de Deus.

 

A crise sul-sudanesa eclodiu em 15 de dezembro de 2013, em Juba. Houve os primeiros confrontos entre pelotões militares, respectivamente fiéis ao Presidente Salva Kiir e ao ex-Vice-Presidente, Riek Machar. Depois, o conflito se estendeu a várias áreas do país, assumindo uma conotação étnica, envolvendo as duas principais etnias do Sudão do Sul, os Dinka (aos quais pertence o Presidente Kiir) e os Nuer (a etnia de Machar). Além das vítimas e dos feridos, a guerra provocou o êxodo de dois milhões de pessoas e a paralisação econômica do país, fazendo com que cerca da metade dos 12 milhões de habitantes dependa das ajudas internacionais para sua própria sobrevivência.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados