Página Inicial







Vaticano: Defender a família de correntes que a ameaçam
18 de Novembro de 2014

O Papa Francisco recebeu ontem no Vaticano os bispos católicos da Zâmbia, perante os quais deixou um alerta para os “grandes desafios” que ameaçam a vida social e eclesial, em particular para as famílias.

 

“Quando as famílias estão em perigo, então a vida da fé também está em risco. Como vós próprios relatastes, muitos - especialmente os pobres na sua luta pela sobrevivência - são enganados por promessas vazias em falsos ensinamentos que parecem oferecer alívio rápido em tempos de desespero”, assinalou, num discurso entregue aos membros da conferência episcopal do país africano.

 

O Papa Francisco observa que há grandes ameaças que "militam contra a estabilidade na vida social e eclesial, em particular, para as famílias". E reitera que quando a vida da família "está em perigo, também a vida de fé se encontra em situação de risco".

 

O Papa evidencia como a família está no coração da Igreja na Zâmbia. Em seguida, pede aos bispos e aos sacerdotes que formem "famílias cristãs fortes" que entendam a amem "as verdades da fé mais profundamente", e assim serão "protegidas daquelas correntes que tentem desintegrá-las".

 

Daí, a necessidade de apoiar os casais católicos em "seu desejo de fidelidade na vida conjugal" e para dar "uma casa espiritual estável aos próprios filhos". O Papa pede aos pastores que "se façam próximos da juventude no momento em que buscam estabelecer e articular a identidade deles numa época de desorientação". Que ajudem os jovens, acrescenta, a buscar a alegria na vocação para a vida matrimonial que encontra seu cumprimento na bênção dos filhos.

 

O Pontífice pede ainda aos prelados que estejam próximos dos sacerdotes e, sobretudo, que não esqueçam os membros mais frágeis da sociedade, começando pelos doentes de AIDS. E convida-os a não desencorajar-se, apesar das dificuldades que o país africano tem que enfrentar. Por fim, o Papa Francisco faz uma exortação a "resistir ao materialismo" reconhecendo as verdadeiras necessidades do povo.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados