Página Inicial







México: Encontrado o corpo de padre ugandês
17 de Novembro de 2014

A polícia mexicana encontrou os restos mortais de um missionário ugandês desaparecido há mais de seis meses em Guerrero, no sudoeste do país.

 

Os restos mortais do padre John Ssenyondo foram encontrados numa vala comum com mais uma dúzia de corpos.

 

O padre foi identificado pelo registo dentário, disse o P. Victor Aguilar, vigário-geral da diocese de Chilpancingo-Chilapa, no estado de Guerrero.

 

O P. Ssenyondo foi sequestrado por desconhecidos a 30 de Abril depois de celebrar a missa em Santa Cruz, numa comunidade indígena que paroquiava há três anos.

 

O P. Aguilar disse que desconhecia o motivo do sequestro.

 

«A violência no estado é generalizada», explicou.

 

Fonte anónima disse que o pároco tinha recusado o baptismo ao filho de um casal em união de facto que fazia parte do crime organizado.

 

A casa do sacerdote ugandês tinha sido assaltada antes e noutra ocasião levaram-lhe o veículo e os haveres pessoais.

 

O P. Ssenyondo trabalhava no México há cinco anos.

 

Tinha 55 anos.

 

Tinha deixado a congregação dos Missionários Combonianos e planeara juntar-se oficialmente ao clero da diocese de Chilpancingo-Chilapa em Junho passado.

 

O corpo foi encontrado numa vala comum em Ocotlán, a 2 de novembro, enquanto a polícia procurava os restos mortais de 43 estudantes que desapareceram a 26 de Setembro.

 

O Provincial comboniano do Uganda Sylvester Hategetk’Imana disse que a família do P. Ssenyondo está ansiosa: quer saber o que as autoridades vão fazer com os restos mortais do familiar assassinado.

 

Fonte: Jirenna



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados