Página Inicial







Sudão do Sul: Fome e paz longínqua
24 de Junho de 2015

O P. Daniele Moschetti, comboniano, descreve à comunicação social europeia, com dados alarmantes, a realidade dramática que se vive desde há alguns meses, no Sudão do Sul.

 

“A situação – diz o missionário – é particularmente grave nos estados petrolíferos de Upper Nile e Unity: não só porque é nessas regiões que os combates se reacenderam mais cruelmente a partir dos meses de Março e Abril, mas também porque nas áreas pantanosas a comida é insuficiente e o risco de contrair a malária é muito elevado... Neste momento, há mais de quatro milhões e meio de pessoas que necessitam de ajuda alimentar.” Além disso, centenas de milhares de pessoas encontram-se “em risco de morrer de fome” e “em algumas partes do país, restaram apenas as plantas para comer”, diz P. Moschetti, superior dos combonianos que trabalham no Sudão do Sul.

 

Fonte: Comboni.org



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados