Página Inicial







Vaticano: O pesar do Papa pelos atentados na Tunísia, França e Kuwait
29 de Junho de 2015

Em três telegramas assinados pelo Secretário de Estado, Card. Pietro Parolin, o Papa Francisco condena novamente a violência que “gera tanto sofrimento” e pede ao Senhor o dom da paz, invocando a bênção divina sobre as famílias das vítimas e confiando à misericórdia de Deus os que perderam a vida.

 

No texto endereçado aos Núncios Apostólicos dos três países, o Papa se declara “profundamente entristecido” com os “actos barbáricos”, e encoraja a não abater-se diante do mal.

 

Em Sousse, na Tunísia, um tiroteio matou 39 pessoas. O ataque foi reivindicado pelo grupo do autoproclamado Estado Islâmico.

 

O grupo jihadista também assumiu a autoria de outro atentado no Kuwait, onde pelo menos 25 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas após uma explosão numa mesquita xiita durante as orações.

 

Sempre na sexta-feira, na França, uma pessoa invadiu de carro uma bomba de gás numa área industrial perto de Lyon, causando uma explosão. Duas pessoas ficaram feridas, e um corpo decapitado foi encontrado no local. Três suspeitos de envolvimento foram presos. Nenhum grupo reivindicou a autoria deste ataque.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados