Página Inicial







Burundi: País está diante de uma "possível catástrofe"
25 de Junho de 2015

A crise política no Burundi está longe de ser resolvida. O Governo concordou em realizar outra rodada de conversações, patrocinadas pelas Nações Unidas, para negociar com os partidos rivais antes das eleições parlamentares marcadas para a próxima semana.

 

O partido no poder, no entanto, não compareceu às negociações desta semana.

 

A nova candidatura controversa do Presidente Pierre Nkurunziza para um terceiro mandato arruinou o humor dos partidos da oposição e desde então, pelo menos 70 pessoas morreram, 500 ficaram feridas, mais de 1.000 foram presas, e mais de 100.000 pessoas fugiram para os países vizinhos.

 

Nkurunziza superou uma tentativa de golpe no mês passado e resiste à pressão internacional para que reconsidere a sua decisão de participar nas eleições.

 

Um dos jornalistas mais conhecidos do país, Bob Rugurika, diretor da Rádio Pública Africano (RPA), disse que o país enfrenta uma "situação catastrófica", de acordo com o Mail & Guardian da África. "A comunidade internacional deve se preparar para uma intervenção militar, pelo menos para reduzir o dano", acrescentou Rugurika.

 

O jornalista afirma que a comunidade internacional sabe que "o perigo está próximo e se amanhã tivermos uma catástrofe no Burundi, se tivermos violência em massa e muitas vidas forem perdidas, a comunidade internacional não terá desculpas".

 

Fonte: Mundo Negro



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados