Página Inicial







El Salvador: D. Oscar Romero beatificado
25 de Maio de 2015

Mais de 200 mil pessoas participaram no sábado, 23 de maio, em São Salvador, capital de El Salvador, da cerimônia de beatificação de D. Oscar Romero, arcebispo mártir, assassinado quando celebrava a missa, em 24 de março de 1980.

 

“Um homem de fé profunda e esperança inquebrantável”, disse o Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, que presidiu a missa de beatificação. A festa litúrgica de Dom Romero será em 24 de março, dia de sua morte.

 

O Papa associou-se à beatificação de D. Oscar Romero evocando a figura do arcebispo como um exemplo na defesa dos mais pobres.

 

“Damos graças a Deus porque concedeu ao bispo mártir a capacidade de ver e ouvir o sofrimento do seu povo. O seu ministério distinguiu-se por uma particular atenção aos mais pobres e marginalizados. No momento da sua morte, enquanto celebrava o Santo Sacrifício do amor e da reconciliação, recebeu a graça de se identificar plenamente com Aqueles que deu a vida pelas suas ovelhas”, assinalou o Papa.

 

Segundo o Papa, esta beatificação é motivo de “grande alegria”, recordando a vida de um bispo que “construiu a paz com a força do amor” e testemunhou a sua fé até à morte.

 

“Que aqueles que tenham monsenhor Romero como amigo na fé, os que o invocam como protetor e intercessor, os que admiram a sua figura, encontrem nele força e coragem para construir o Reino de Deus, para se comprometerem por uma ordem social mais equitativa e digna”, indicou.

 

“É necessário renunciar à violência da espada, do ódio e viver a violência do amor que Cristo deixou ao ser pregado na cruz, que faz com que cada um vença os seus egoísmos e não haja desigualdades tão cruéis entre nós”, pede o Papa.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados