Página Inicial







Líbano: Malala comemora aniversário e abre escola para refugiadas
13 de Julho de 2015

Malala Yousafzai, a mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz, comemorou seu aniversário de 18 anos no Líbano no domingo, 12 de julho, a abrir uma escola para raparigas sírias refugiadas e pediu aos líderes mundiais para investir em "livros, não em balas".

 

Malala tornou-se um símbolo de enfrentamento após levar um tiro de membros do Talibã em um autocarro escolar no Paquistão em 2012 por lutar pelo direito de garotas à educação. Ela continuou sua campanha e recebeu o Nobel em 2014.

 

"Eu decidi estar no Líbano, pois acredito que as vozes dos refugiados sírios precisam ser ouvidas e elas têm sido ignoradas por muito tempo", disse Malala.

 

O Fundo Malala, organização não-governamental que apoia projetos de educação local, pagou pela escola no Vale de Bekaa, perto da fronteira síria. A escola pode receber até 200 raparigas de 14 a 18 anos.

 

"Hoje, no meu primeiro dia como adulta, em nome das crianças do mundo, eu peço aos líderes que devemos investir em livros ao invés de balas", disse Malala em discurso.

 

O Líbano abriga 1,2 milhão dos 4 milhões de refugiados que fugiram da guerra da Síria. Existem cerca de 500 mil crianças sírias com idade escolar no Líbano, mas apenas um quinto delas recebem educação formal.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados