Página Inicial







Sudão: Montes Nuba sob fogo cerrado
6 de Abril de 2016

Os Montes Nuba, no sul do Sudão, estão sob ataque cerrado por parte das tropas sudanesas que tentam conquistar meia dúzia de postos-chave controlado por forças hostis ao Governo de Cartum.

 

Fontes locais dizem que o exército e a aviação desencadearam desde meados de março um ataque de grande envergadura contra a área controlada por forças rebeldes desde junho de 2011.

 

Os ataques já fizerem dezenas de baixas em ambos os lados.

 

Os combates ameaçam as missionárias e missionários presentes na região para oferecer serviços humanitários essenciais de saúde, educação, pastoral e rádio.

 

Evette Ann Seib, superiora provincial das Combonianas no Sudão do Sul, lançou o alerta: «A situação nos Montes Nuba está muito má.».

 

Na mensagem que escreveu disse que a frente de batalha está a uma hora de Guidel, a missão onde está presente uma comunidade de Combonianas, um padre dos Apóstolos de Jesus e um médico voluntário americano.

 

«As irmãs ouvem o barulho das batalhas e estão tensas e com medo», sublinhou.

 

Angelina Nyakuru, enfermeira comboniana que trabalha no Hospital Mãe da Misericórdia de Guidel, disse que os aviões da força aérea sobrevoam a área constantemente.

 

«Estamos a experimentar a proteção de Deus, mas a verdade é que ainda estamos a viver com medo, porque todos os dias os “pássaros” sobrevoam a área durante todo o dia, assustando e matando.»

 

O hospital recebeu a 4 de abril 120 feridos e está superlotado.

 

«O pessoal do hospital está exausto», disse.

 

O conflito reacendeu-se nos Montes Nuba depois de umas eleições estaduais em junho de 2011 contestadas pelos rebeldes afetos ao partido que governa o Sudão do Sul.

 

Nuba Reports documentou mais de 3740 bombas lançadas pelos aviões de Cartum sobre os Montes Nuba desde abril de 2012.

 

José Vieira (MCCJ) - Jirenna



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados