Página Inicial







Genebra: ONU pede que países abram suas portas aos sírios
1 de Abril de 2016

Secretário-geral da ONU disse que os civis da Síria enfrentam uma situação de desespero e apelou aos países para abrirem suas portas para receber os refugiados.

 

A declaração foi feita durante a reunião de alto nível "Responsabilidade Global Compartilhada para Refugiados Sírios", realizada em Genebra na quarta-feira, 3º de março.

 

Ban Ki-moon pediu aos países para “agirem de forma solidária, em nome da humanidade, recebendo os sírios em seus territórios”. Algumas medidas sugeridas por ele: reassentamento ou admissão humanitária de refugiados, reunificação de famílias e oferecimento de oportunidades de trabalho ou de estudo.

 

Em cinco anos de guerra, cerca de 4,8 milhões de sírios foram forçados a fugir do país enquanto outros 6,6 milhões são deslocados internos.

 

“A melhor maneira de oferecer esperança aos sírios é acabando com o conflito. Mas até que as negociações deem frutos, o mundo deve intensificar as ações e ajudas concretas. Todos os países podem fazer mais”, disse o líder da ONU.

 

Segundo o secretário-geral, quando administrado de maneira correta, aceitar refugiados pode beneficiar a todos. Ban afirmou que os refugiados têm a fama de serem empenhados "na educação e na auto-resiliência", podendo levar novas habilidades e experiência para a força de trabalho.

 

O chefe da ONU foi claro: "tentativas de demonizar os refugiados são ofensivas e incorretas". Ele pediu aos líderes para conter o medo da população, lutando contra informações incorretas.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados