Página Inicial







Moçambique: Pessoas em fuga face às ameaças de guerra
12 de Fevereiro de 2016

Os confrontos recentes entre o exército do Governo e os rebeldes da Renamo, no norte de Moçambique, estão a provocar a fuga de milhares de civis para o vizinho Malawi.

 

Entre o campo de Kapise, no Malawi, e a fronteira são apenas algumas centenas de metros. Mesmo assim, muitas famílias moçambicanas estão a fugir para o lado de lá, por medo da guerra.

 

“Em todo o distrito, em janeiro, o número de refugiados tinha chegado já a 3.500 e quase 300 estão em Nsanje”, disse o director da Caritas malawiana, Carsterns Mulume.

 

O que tem levado as pessoas a escaparem, através da fronteira praticamente virtual, são os confrontos que se têm vindo a repetir, desde há alguns meses, na província moçambicana de Tete.

 

Afonso Dhlakama (ao centro, na foto), líder da Resistência Nacional de Moçambique (Renamo), ameaçou tomar o poder nas províncias do centro e norte do País, onde o seu movimento é mais forte.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados