Página Inicial







Vaticano: Papa saúda acordo do clima e pede empenho
14 de Dezembro de 2015

O Papa Francisco encorajou a comunidade internacional a implementar as decisões do “acordo histórico” a que chegaram os participantes da Conferência sobre o Clima (COP21), em Paris, e pediu o “compromisso de todos e uma generosa dedicação por parte de cada um”.

 

“A Conferência sobre o Clima acaba de concluir-se em Paris com a adoção de um acordo, definido por muitos como histórico. A sua implementação requer um compromisso de todos e uma generosa dedicação por parte de cada um”, disse o Papa Francisco.

 

“Desejando que seja garantida uma particular atenção às populações mais vulneráveis, exorto toda a comunidade internacional a prosseguir com solicitude o caminho tomado, no sinal de uma solidariedade que se torne sempre mais concreta”, acrescentou.

 

Na noite de sábado, 12 de dezembro, ministros de 195 países aprovaram o "Acordo de Paris", primeiro marco jurídico universal de luta contra o aquecimento global. O documento da 21ª Conferência sobre o Clima (COP21) das Nações Unidas tem caráter "legalmente vinculante" e obriga todas os países signatários a implementar estratégias para limitar o aumento médio da temperatura da Terra a 1,5ºC até 2100 e prevê 100 mil milhões de dólares por ano para projetos de adaptação dos efeitos do aquecimento a partir de 2020. Trata-se do mais amplo entendimento na área desde o Protocolo de Kyoto, assinado em 1997.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados