Página Inicial







Etiópia: Países africanos premiados pela redução da malária
1 de Fevereiro de 2016

Catorze países africanos que se destacaram na redução drástica da incidência e da mortalidade da malária foram premiados pela organização Aliança de Líderes Africanos contra o Paludismo (ALMA).

 

Os Prémios de Excelência ALMA 2016 foram entregues ao Botswana, Cabo Verde, Eritreia, Namíbia, Rwanda, São Tomé e Príncipe, África do Sul e Swazilândia, por terem alcançado os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

 

Receberam o mesmo galardão a Libéria, o Ruanda e Senegal, pelo seu desempenho no controlo do paludismo entre 2011 e 2015, enquanto as Comores, Guiné e Mali, foram premiados por terem obtido as maiores melhorias no controlo do paludismo, no mesmo período.

 

De acordo com a ALMA, a África alcançou avanços históricos na luta contra a malária ao longo dos últimos 15 anos. Desde 2000, as taxas de mortalidade da malária em África caíram 66 porcento para todos os grupos etários e 71 porcento entre as crianças até aos cinco anos.

 

Ainda assim, estima-se que 395 mil pessoas morreram de malária em 2015. No ano 2000, as mortes estimadas devido a malária eram de 764 mil pessoas.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados