Página Inicial







Fátima 2017: Apresentar a Mensagem com «novas linguagens»
3 de Fevereiro de 2016

O reitor do Santuário de Fátima afirmou em entrevista à Agência Ecclesia que a celebração Centenário das Aparições “tem de passar por novas linguagens” para chegar “a quem não se sente “sintonizado” com Fátima.

 

“Nós temos consciência de que a fé hoje tem de passar por novas linguagens. O grande desafio é não ficar nas linguagens que já usamos”, disse o padre Carlos Cabecinhas, que hoje, em Fátima, apresenta o programa das celebrações do Centenário das Aparições.

 

“Quisemos envolver a dimensão da imagem, através da fotografia, propondo um concurso fotográfico, e também propondo às crianças itinerários diversos de envolvimento com a Mensagem de Fátima pela pintura, desenho, a música”, referiu.

 

As obras musicais encomendadas a James MacMillan e Eurico Carrapatoso e a dança contemporânea evocativa da Mensagem de Fátima a apresentar em maio de 2016 pela Vortice Dance Company são exemplos apontados pelo reitor do Santuário de Fátima da aposta em “parceiros que fossem particularmente relevantes e linguagens que fossem atuais”.

 

“Esta escolha de linguagens teve a ver com isso: chegarmos a outros que não atenção a Fátima, não se sentem sintonizados com Fátima. Procuramos responder aos nossos peregrinos, mas procuramos sempre alargar o horizonte”, afirmou.

 

“A arte tem esta capacidade de nos tocar profundamente falando-nos um outro tipo de discurso que não é o das palavras. E quisemos não descurar nenhuma destas linguagens para chegar aos peregrinos”, sustentou.

 

O reitor do Santuário de Fátima disse ainda que está em curso uma aposta no “mundo digital” através da renovação do sítio na internet do desenvolvimento de aplicações para os dispositivos móveis.

 

“Nós queremos proporcionar ao peregrino uma experiência feliz de Fátima: um maior conhecimento da mensagem, uma profunda experiência de Deus, que está no centro da Mensagem de Fátima, e, por outro lado, a experiência festiva por estes 100 anos das aparições”.

 

A entrevista é transmitida nesta quarta-feira, 3 de fevereiro, no Programa ECCLESIA, na RTP2 (15h00).

 

São informações da Agência Ecclesia.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados