Página Inicial







Vaticano: No México, uma experiência de “transfiguração”
22 de Fevereiro de 2016

No segundo domingo da Quaresma, 21 de fevereiro, o Papa Francisco referiu-se ao Evangelho que nos apresenta a Transfiguração de Jesus e traçou uma relação com o povo mexicano que acabou de visitar:

 

“O Senhor mostrou-nos a luz da Sua glória através do corpo da sua Igreja, o seu Povo santo que vive naquela terra. Um corpo tantas vezes ferido, um povo tão frequentemente oprimido, desprezado, violado na sua dignidade” – disse o Papa que considerou ainda terem sido encontros “cheios de luz: a luz da fé que transforma o rosto e ilumina o caminho” àqueles que vivem no México e que teve como “centro de gravidade espiritual” a peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe.

 

“O centro de gravidade espiritual da minha peregrinação foi o Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe. Permanecer em silêncio diante da imagem da Mãe era aquilo que em primeiro lugar me propunha. E agradeço a Deus que me concedeu... Guadalupe é o santuário mariano mais visitado do mundo… onde a Virgem Morenita mostrou-se ao índio S. Juan Diego, dando início à evangelização do continente e à sua nova civilização, fruto de encontro entre as diferentes culturas”, acrescentou.

 

E esta é a herança que o Senhor deu ao México – afirmou o Papa – “valorizar a riqueza da diversidade e, ao mesmo tempo, mostrar a harmonia da fé comum, uma fé sincera e forte, acompanhada de uma grande carga de vitalidade e de humanidade” – declarou o Santo Padre.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados