Página Inicial







Vaticano: Nenhuma condenação à morte seja executada no Ano da Misericórdia
22 de Fevereiro de 2016

O Papa Francisco lançou um apelo no segundo domingo da Quaresma para que nenhum condenado à morte seja executado no Ano da Misericórdia: “Faço um apelo à consciência dos governantes, a fim de que se chegue a um consenso internacional em prol da abolição da pena de morte. E proponho àqueles que entre estes são católicos que realizem um gesto corajoso e exemplar: que nenhuma condenação seja executada neste Ano Santo da Misericórdia.”

 

O Papa fez também uma referência ao Congresso internacional que se realizará esta segunda-feira, dia 22, em Roma, intitulado “Por um mundo sem a pena de morte”, promovido pelo Comunidade Santo Egídio, e declarou esperar que este evento possa dar um novo impulso ao compromisso com a abolição da pena capital.

 

Em particular o Santo Padre destacou os sinais de esperança que se têm desenvolvido, na opinião pública, de uma crescente oposição à pena de morte, recordando que as sociedades modernas têm a capacidade de lidar com o crime sem remover permanentemente a quem o tenha cometido uma “chance” de se redimir.

 

“O mandamento «não matarás» tem um valor absoluto e abrange tanto os inocentes como o culpado… Mesmo o criminoso mantém inviolável o direito à vida, dom de Deus”, explicou o Santo Padre.

 

“Todos os cristãos e pessoas de boa vontade são chamados hoje a trabalhar não só para a abolição da pena de morte, mas também com o fim de melhorar as condições das prisões, no respeito pela dignidade humana das pessoas privadas de liberdade”, concluiu.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados