Página Inicial







Mundo: Patriarca de Moscovo defende união entre católicos e ortodoxos contra perseguições
25 de Fevereiro de 2016

Um renovado apelo à colaboração entre católicos e ortodoxos para responder aos principais desafios do século XXI, em particular as perseguições contra os cristãos em vastas áreas do planeta, foi um dos atos conclusivos da viagem que por doze dias levou o Patriarca russo de Moscovo à América Latina.

 

Após o histórico abraço com Francisco em Cuba, em 12 de fevereiro, o líder ortodoxo visitou o Paraguai, Chile e o Brasil. Precisamente na última etapa pela América Latina, Kirill voltou com determinação ao tema da perseguição aos cristãos, tema muito presente na Declaração comum assinada em Havana.

 

Durante a cerimônia realizada no Rio de Janeiro, aos pés do Cristo Redentor, o Patriarca lançou um apelo a todas as pessoas de boa vontade para que se coloque um fim aos conflitos em andamento em muitas regiões do mundo, que colocam em risco a própria sobrevivência das comunidades cristãs.

 

“Ortodoxos e católicos juntos, podem responder a este desafio. Certamente temos ainda diferenças de doutrina, mas somos capazes de nos unirmos para colocar fim à perseguição aos cristãos”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados