Página Inicial







Vaticano: Carta do Papa encerra Ano Santo da Misericórdia
21 de Novembro de 2016

“Misericórdia e mísera” é o título da Carta Apostólica do Papa Francisco publicada ao final do Jubileu Extraordinário da Misericórdia.

 

A carta está dividida em 22 pontos e começa com a explicação do título: misericórdia e mísera são as duas palavras que Santo Agostinho utiliza para descrever o encontro de Jesus com a adúltera.

 

“Esta página do Evangelho pode ser considerada como ícone de tudo o que celebramos no Ano Santo. (...) No centro, não temos a lei e a justiça legal, mas o amor de Deus. (...) Não se encontram o pecado e o juízo em abstrato, mas uma pecadora e o Salvador. (...) A miséria do pecado foi revestida pela misericórdia do amor”, escreve o Pontífice.

 

Perdão e caridade: estes são os dois eixos centrais da Carta Apostólica. O Papa recorda que ninguém pode pôr condições à misericórdia; “esta permanece sempre um ato de gratuidade do Pai celeste”. Agora, concluído este Jubileu, é tempo de olhar para frente e compreender como se pode continuar experimentando a riqueza da misericórdia divina.

 

o Ano Jubilar termina na solenidade litúrgica de Jesus Cristo, Rei do Universo, em 20 de novembro de 2016. Naquele dia ao fechar a porta santa, animar-nos-ão, antes de tudo, sentimentos de gratidão e agradecimento à Santíssima Trindade por nos ter concedido este ano extraordinário de graça…Quanto desejo que os anos futuros sejam permeados de misericórdia para ir ao encontro de todas as pessoas levando-lhes a bondade e a ternura de Deus! A todos, crentes e afastados, possa chegar o bálsamo da misericórdia como sinal do Reino de Deus já presente no meio de nós”.

(Papa Francisco n.4 Misericordiae vultus)

 

Obrigada Pai Santo por este ano rico em Misericórdia para com todos! Dá-nos um Coração e mãos abertas para acolher todo o irmão/ã que precisa de sentir-se amado/a, mesmo nos seus pecados e limites. Ajuda-nos a não fechar o coração à Tua ternura e misericórdia e a sermos testemunhos da Tua misericórdia infinita todos os dias da nossa vida. Amém!



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados