Página Inicial







Quénia: Criada uma rede religiosa para promover a paz em África
15 de Setembro de 2016

Foi criada uma rede religiosa para promover a paz na África através do diálogo. O anúncio foi feito em Nairobi, no Quénia, ao final de uma conferência de três dias organizada pela Missio-Aachen e pelo Tangaza University College (TUC), universidade católica de Nairobi, através de seu departamento de Estudos Islâmicos.

 

O “Missio-Network African Theology” terá o objetivo, segundo Marco Moerschbacher, da Missio-Aachen, de “ampliar a reflexão sobre a relação entre religião e violência e a contribuição das religiões para o diálogo e a paz”.

 

O Presidente do TUC, pe. Steven Payne, recordou que “desde o início, há 30 anos, Tangaza sempre buscou oportunidades para chegar a todos os cantos da sociedade e promover a construção da paz”.

 

“Ao longo dos séculos, combateram-se guerras e terríveis devastações foram feitas em nome da religião”, ressaltou pe. Payne. “Alguns afirmam que o exclusivismo das religiões abramistas (Judaísmo, Cristianismo e Islamismo) tem em seu âmago a causa radical da maior parte da violência”. E é este o ponto que a nova iniciativa quer verificar, oferecendo, neste caso, uma contribuição para a paz.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados