Página Inicial







Mundo: Economia fraca compromete objectivo de erradicar pobreza
13 de Setembro de 2016

Desaceleração pode levar 38 milhões a mais de pessoas a permanecer na extrema pobreza, pondo em risco a esperança de atingir o primeiro Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

 

O crescimento da economia em países em desenvolvimento ajudou a atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, que expiraram em 2015.

 

Mas a atual desaceleração económica e a falta de crescimento podem ameaçar as perspectivas de erradicação da pobreza até 2030. O alerta foi feito num estudo apoiado pelo Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola (Fida).

 

A investigação leva em conta mudanças em projeções de crescimento tanto em economias avançadas como a dos Estados Unidos, China ou Europa, como naquelas localizadas em países em desenvolvimento.

 

Os cálculos indicam que a taxa de extrema pobreza em 2030 deve ser de 5,2%, não de 4,8% como havia sido previsto antes da desaceleração.

 

Esta diferença representa 38 milhões a mais de pessoas vivendo com menos de US$ 1,90 por dia, a referência para a classificação de pobreza extrema em 2030.

 

As áreas rurais, onde vivem a maior parte dos 900 milhões de pobres do mundo serão as mais afetadas. Os ganhos realizados nos últimos 25 anos na redução da pobreza rural também estão sob risco.

 

Quase todos os países ameaçados de permanecerem na pobreza extrema em 2030 devem ser da África Subsaariana ou no Sul da Ásia. Em todo o mundo, mais de 130 de 189 nações devem registar um crescimento reduzido de suas economias.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados