Página Inicial







RD Congo: Sacerdote assassinado - Bispos denunciam ataques
26 de Outubro de 2016

Foi morto um sacerdote no sul da República Democrática do Congo. Trata-se do Padre Joseph Mulimbi Nguli, de 52 anos de idade, vigário da paróquia de São Martinho, no município de Katuba, em Lubumbashi, capital da Província do Alto Katanga.

 

Na noite entre 21 e 22 de outubro desconhecidos armaram-lhe uma emboscada enquanto regressava a casa. O padre foi atingido no estômago por um tiro de Kalashnikov.

 

A deterioração das condições de segurança em vastas áreas do país foi denunciada pelos bispos congoleses na mensagem emitida ao fim da reunião do Comité da Conferência Episcopal encarregado de monitorar o processo eleitoral.

 

"Estamos preocupados com os repetidos massacres no Norte de Kivu, em particular na cidade e no território de Beni; os assassinatos no Kasai Central nos confrontos entre forças de segurança e as milícias do chefe tradicional Kamuina-Nsapu, preocupados com os conflitos intercomunitários que estão a causar muitas vítimas em várias províncias, especialmente em Katanga; pelos tristes acontecimentos de 19 e 20 de setembro, em Kinshasa, e pelo banditismo sempre crescente", lê-se na mensagem dos bispos.

 

Os bispos denunciam igualmente "ataques a paróquias e a algumas comunidades religiosas, em particular em Kinshasa, Kananga e Bukavu”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados