Página Inicial







Santa Sé: Indignação com situação dos naufrágios
21 de Abril de 2015

O Cardeal Antonio Maria Vegliò, Presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, se disse “envergonhado e indignado” com a situação do naufrágio ocorrido sábado, 18 de abril, no Mar Mediterrâneo, que de acordo com as informações pode ter deixado de 700 a 900 mortos.

 

“Este desastre é apenas mais recente de uma série sem fim que não pode deixar de provocar vergonha e indignação”, disse o Cardeal italiano ao cotidiano “L'Osservatore Romano”.

 

Segundo o responsável pelo departamento de migrações da Santa Sé, “somos todos responsáveis por estas tragédias; ninguém pode observar o problema de fora, sem se deixar envolver. Por trás de cada imigrante que morre no mar há um rosto, uma família, uma história”.

 

O jornal do Vaticano dedicou sua primeira página ao naufrágio, definindo-o como um “desastre ocorrido às portas de uma Europa que demonstra toda a sua fragilidade, ou até inconsistência, na resposta ao grito de socorro que se levanta”. O texto retoma o apelo do Papa Francisco feito no Regina Coeli de domingo, 19 de abril, para que a comunidade internacional atue “com decisão e prontidão para evitar que tais tragédias continuem a repetir-se”.

 

O artigo, intitulado ‘A hora das respostas’, aponta que “falta um acordo político na União sobre o modo de responder, além da retórica, a estas tragédias, cujo balanço poderá ser muito mais grave”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados