Página Inicial







Sri Lanka: Francisco canonizou padre José Vaz
14 de Janeiro de 2015

O Papa canonizou hoje, 14 de Janeiro, no Sri Lanka o padre José Vaz, nascido em Goa, então território português, a 21 de abril de 1651, numa celebração que reuniu centenas de milhares de pessoas.

 

Uma salva de palmas e o repicar dos sinos assinalaram o momento em que Francisco concluiu a leitura da fórmula de canonização, em latim.

 

A comunidade católica em Goa fez-se presente na cerimónia e o arcebispo de Goa e Damão, D. Filipe Neri Ferrão, foi o responsável por apresentar a biografia do novo santo durante a Missa de canonização, num espaço de cinco quilómetros à beira-mar, o Parque ‘Galle Face Green’ de Colombo.

 

Francisco percorreu o local num carro descoberto, ao som dos cânticos e danças tradicionais, e cumprimentou os doentes que se encontravam junto ao altar, antes de receber as chaves da cidade de Colombo das mãos do presidente do município local.

 

"Um ponto central desta visita será a canonização do Beato José Vaz, cujo exemplo de caridade cristã e de respeito por todos, sem distinção de etnia ou religião, continua a servir-nos de inspiração e lição ainda hoje", disse o Papa na terça-feira, durante a cerimónia de boas-vindas à ilha.

 

O sacerdote foi um dos principais missionários no Sri Lanka, onde morreu a 16 de janeiro de 1711, e a sua proclamação como santo contou com os votos favoráveis da sessão ordinária da Congregação para as Causas dos Santos em relação a este processo, sem exigir um novo milagre.

 

José Vaz, sacerdote da Congregação do Oratório foi beatificado por São João Paulo II em janeiro de 1995, também durante uma viagem ao Sri Lanka.

 

O futuro santo foi recordado, na sua beatificação, como “um grande padre missionário”, tendo vivido de forma pobre numa época de perseguição aos cristãos, apesar de ter nascido numa família da casta dos brâmanes.

 

Com informações da «Agência Ecclesia».

 



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados