Página Inicial







Vaticano: Papa quer "transparência absoluta" em reforma da Cúria
12 de Fevereiro de 2015

O Papa Francisco abriu nesta quinta-feira, 12 de fevereiro, a reunião de dois dias com 160 cardeais de todo o mundo para debater a reforma da Cúria Romana, os organismos centrais de governo da Igreja Católica, defendendo “transparência absoluta” neste processo.

 

“A meta a atingir é sempre a de favorecer uma maior harmonia no trabalho dos vários dicastérios e organismos para conseguir uma colaboração mais eficaz, naquela transparência absoluta que edifica a verdadeira sinodalidade e colegialidade”, declarou o Santo Padre.

 

O Pontífice recordou que a reforma não é um “fim em si mesma”, mas “um meio para dar um forte testemunho cristão; para favorecer uma evangelização mais eficaz; para promover um espírito ecumênico mais fecundo; e para encorajar um diálogo mais construtivo com todos”.

 

“Com certeza que não é fácil chegar a uma tal meta: exige tempo, determinação e, sobretudo, a colaboração de todos”, sublinhou.

 

“Com este espírito de colaboração, tem início o nosso encontro, que será fecundo graças à contribuição que cada um de nós poderá expressar com liberdade, fidelidade ao Magistério e consciência de que tudo se realiza em prol da lei suprema. Obrigado.”



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados