Página Inicial







Vaticano: Bispos norte-africanos são corajosas testemunhas em terra de violências
3 de Março de 2015

O Papa Francisco recebeu, na manhã da segunda-feira, 2 de março, os Bispos da Conferência Episcopal Regional do Norte da África (CERNA), que se encontram em Roma, para a sua visita “ad Limina Apostolorum”. Os Bispos norte-africanos, provenientes de Marrocos, Argélia, Tunísia e Líbia, apresentaram ao Papa uma Carta pastoral intitulada “Servidores da Esperança”.

 

Durante o encontro, o Papa Francisco entregou-lhes um discurso, em francês, no qual, antes de tudo, agradece aos pastores da Igreja na Líbia e a todas as comunidades eclesiais norte-africanas pela sua presença corajosa em uma área, onde se manifestam grandes “explosões de violência”.

 

Depois, referindo-se explicitamente aos Bispos norte-africanos, o Pontífice disse: “Os senhores provêm de uma periferia do mundo; os senhores representam o rosto e o coração com os quais Deus chega até aos povos desta periferia. Desta forma, o Papa dirige seu olhar àquelas pessoas que arriscaram e ainda arriscam suas vidas para defender o pequeno rebanho da Igreja, que se encontra em regiões, onde o toque dos sinos se mistura com os tiros de artilharia.

 

O norte da África se tornou, há muito tempo, terra de conquista de uma maior liberdade de consciência, de dignidade e, ao mesmo tempo, campo de batalha daqueles que pretendem impor as mudanças por meio das armas. Este foi o comentário do Papa, sobretudo em relação à Igreja na Líbia, pela sua coragem, liberdade e perseverança demonstradas pelo clero, os consagrados e os leigos que ali permaneceram, apesar dos inúmeros perigos.

 

A estas pessoas intrépidas, verdadeiras testemunhas do Evangelho, o Santo Padre encorajou a prosseguir, contribuindo para a construção da paz e da reconciliação para toda a região.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados