Página Inicial







Nigéria: General Muhamadu Buhari vence eleições presidenciais
1 de Abril de 2015

O general reformado Muhamadu Buhari, o principal candidato da oposição, venceu as eleições presidenciais na Nigéria, ao obter 15,4 milhões de votos superando o presidente em final de mandato Goodluck Jonathan que obteve 13,3 milhões.

 

O presidente Jonathan reconheceu a derrota ainda na terça-feira: "agradeço a todos os nigerianos, mais uma vez, pela imensa oportunidade que me deram de dirigir este país (...). Já transmiti meus melhores desejos ao general Muhammadu Buhari".

 

Jonathan também pediu aos seus partidários para seguir o "devido processo" ao canalizar suas frustrações em perder as eleições do fim de semana, tentando jogar água fria em qualquer potencial violência pós-votação.

 

"A ambição de ninguém vale o sangue de qualquer nigeriano", disse ele em comunicado divulgado após sua derrota eleitoral. "A unidade, a estabilidade e o progresso do nosso querido país são mais importantes do que qualquer outra coisa."

 

Buhari, 72 anos, venceu em 21 dos 36 Estados que integram a Federação Nigeriana, obtendo uma vantagem de mais de dois milhões de votos sobre Jonathan, segundo a Comissão Nacional Eleitoral.                      

 

Muhammadu Buhari nasceu em Daura, Estado de Katsina, a 17 de Dezembro de 1942, é um político e líder militar da reserva (major - general) do Exército da Nigéria.

 

Tornou-se chefe de Estado do seu país, de 31 de Dezembro de 1983 a 27 de Agosto de 1985, após liderar um golpe militar contra Shehu Shagari, então presidente civil eleito.

 

Filho de Adamu e de Zulaihat, Buhari é o vigésimo terceiro filho do seu pai e foi criado pela mãe, depois da morte do pai quando era ainda era criança, sendo da etnia Fulani e professa a fé Islâmica.

 

No final de 1983, Buhari foi um dos líderes do golpe de Estado contra o presidente nigeriano Shehu Shagari e foi nomeado presidente da Junta militar que comandaria o país dali em diante. Contudo, Buhari governou até Agosto 1985, quando foi deposto pelo general Ibrahim Babangida, que também participou da derrubada de Shagari.

 

Após a redemocratização do país, Buhari, já como general da reserva, retornou à política e aderiu ao Congresso Progressista (APC na sigla em inglês, coligação de quatro partidos da oposição). Ele foi candidato a presidência nas eleições de 2003, 2007 e 2011, não sendo bem-sucedido em nenhuma delas.

 

Nas eleições de 2015, derrotou o líder cessante Goodluck Jonathan.

 

Com a sua vitória, Buhari torna-se o segundo, depois de Olusengu Obasanjo, antigo líder de uma junta militar, a ser eleito democraticamente.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados