Página Inicial







Sudão do Sul: 89 crianças raptadas por grupos armados
24 de Fevereiro de 2015

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) condenou o rapto de pelo menos 89 crianças por grupos armados no Sudão do Sul.

 

Segundo a agência da ONU, o número final pode ser bem mais alto e algumas crianças têm apenas 13 anos.

 

O incidente ocorreu na comunidade de Wau Shilluk, no Estado do Alto Nilo, para onde milhares de pessoas fugiram devido ao conflito em curso no país.

 

Segundo testemunhas, soldados armados cercaram a comunidade e procuraram casa por casa. Os rapazes com mais de 12 anos de idade foram levados à força.

 

O representante da Unicef no Sudão do Sul, Jonathan Veitch, apelou ao grupo armado para que liberte as crianças imediatamente.

 

"O recrutamento e uso de crianças por forças armadas destrói famílias e comunidades. As crianças são expostas a níveis de violência inimagináveis, perdem as suas famílias e a oportunidade de ir à escola", disse Veitch.

 

O Unicef lembra a todas as partes envolvidas no conflito que o recrutamento e utilização de crianças em forças e grupos armados é uma grave violação da legislação internacional.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados