Página Inicial







Angola: Núncio Apostólico apela à ponderação nos discursos políticos
24 de Janeiro de 2017

Em época eleitoral, os políticos devem passar uma mensagem de responsabilidade para o povo e o povo, por sua vez, deve respeitar as leis do país para manutenção da sã convivência, afirmou o Núncio Apostólico em Angola, Dom Petar Rajic.

 

Neste momento decorre a segunda fase do processo de registo eleitoral com cerca de sete milhões de cidadãos já registados, com vista às eleições gerais de 2017.

 

O representante do Santo Padre em Angola e São Tomé considera que o registo eleitoral é um acto cívico de participação na vida social do país, sendo que as eleições concorrem para a organização de qualquer sociedade.

 

Em agosto de 2017 devem ser realizadas as terceiras eleições depois do fim da guerra civil em Angola. No último pleito de 2012, o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) obteve a maioria com 71,8 por cento dos votos.

 

Recentemente, autoridades angolanas reprovaram um relatório da «Human Rights Watch» referente ao ano de 2016 e que aponta “contínua repressão governamental” e “pior crise económica” vivida desde o fim da guerra civil.

 

Uma reportagem da SIC, de 17 de novembro de 2016, dava conta de que Angola possui 25 milhões de habitantes, dos quais 20 milhões vivem em situação de pobreza.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados