Página Inicial







Vaticano: Comunicação ao serviço de uma autêntica cultura do encontro
30 de Maio de 2014

O Dia Mundial das Comunicações Sociais será celebrado no domingo, 1 de Junho, este ano sob o tema a “Comunicação ao serviço de uma autêntica cultura do encontro”.

 

Este dia foi celebrado pela primeira vez em maio de 1967, pelo Papa Paulo VI.

 

Na época, a mensagem despertava a reflexão para os meios de comunicação mais modernos como a imprensa, o cinema, o rádio e a televisão.

 

No texto, o Papa Paulo VI alerta sobre a grandiosidade e a importância desses meios, dizendo: “Quanto maiores, portanto, são o poder e a ambivalente eficácia destes meios de comunicação, tanto mais atento e responsável deve ser o seu uso”. Mensagem essa que continua atual.

 

Dando um salto no tempo, vamos ao ano de 2013, onde o Dia Mundial das Comunicações Sociais teve como tema “Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização”, mensagem escrita pelo Papa Emérito Bento XVI, que traz um tema muito atual e que faz parte da realidade da maioria da população hoje, o meio mais novo de comunicar: a internet.

 

“O ambiente digital não é um mundo paralelo ou puramente virtual, mas faz parte da realidade quotidiana de muitas pessoas, especialmente dos mais jovens. As redes sociais são o fruto da interação humana, mas, por sua vez, dão formas novas às dinâmicas da comunicação que cria relações: por isso uma solícita compreensão por este ambiente é o pré-requisito para uma presença significativa dentro do mesmo”.

 

Neste ano, o tema da mensagem proposta pelo Papa Francisco para a sua quadragésima oitava edição, fala sobre a: “Comunicação ao serviço de uma autêntica cultura do encontro”.

 

Escreve o Santo Padre em sua mensagem: "Não basta”... “simplesmente estar conectados: é necessário que a conexão seja acompanhada pelo encontro verdadeiro”. Ou seja, diante das facilidades que hoje temos em contatar as pessoas através da internet, seja pelo computador, tablet, telemóvel, isso não substitui o encontro pessoal. A importância de manter viva essa cultura do encontro.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados