Página Inicial







Vaticano: Casa e mãe para todos
17 de Junho de 2014

A «grande urgência» da missão ad gentes, hoje, convida a Igreja a redescobrir a alegria do anúncio para se tornar «casa para muitos, mãe para todos os povos». Escreve o papa Francisco na sua mensagem para o 88° Dia Mundial das Missões, que se celebrará no próximo dia 19 de Outubro, reafirmando que «a Igreja é por sua natureza missionária» porque «nasceu ‘em saída’».

 

Recordando a missão confiada pelo Senhor aos setenta e dois discípulos enviados às cidades e aldeias para anunciar o reino de Deus, informa o jornal do Vaticano “L’Osservatore Romano”, o Pontífice observa que eles «voltaram cheios de alegria». E é precisamente a alegria o fio condutor sugerido pelo bispo de Roma para descobrir de novo o sentido profundo daquela «primeira e inesquecível experiência missionária». Com efeito, o risco para a humanidade contemporânea, é que de se abandonar a «uma tristeza individualista que brota do coração cómodo e avarento». Eis o motivo da necessidade de «haurir da salvação que Cristo trouxe» através da obra de missionários «chamados a alimentar a alegria da evangelização».

 

Papa Francisco convida todos os cristãos a «uma constante saída rumo às periferias do próprio território, onde há mais pessoas pobres à espera». E admoesta que «em muitas regiões escasseiam as vocações para o sacerdócio e para a vida consagrada» – assim como «as vocações laicais para a missão» – precisamente porque falta nas comunidades «um fervor apostólico contagioso, motivo pelo qual elas são pobres de entusiasmo e não atraem».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados