Página Inicial







Rep. Centro-Africana: Ataque fez 27 mortos em área da Igreja
11 de Julho de 2014

Vinte e sete pessoas morreram e dezenas ficaram feridas quando na segunda-feira, 7 de Julho, rebeldes Seleka atacaram a catedral de Bambari, na República Centro-Africana, que abriga cerca de dez mil refugiados. No ataque à cidade também foram destruídas cerca de 20 casas, foi saqueada e incendiada a residência do bispo, bem como alguns veículos.

 

Após o ataque, parte dos refugiados deixou a catedral e encontrou refúgio em dois locais protegidos por soldados franceses e por tropas africanas da Misca. “Na cidade, após o ataque, reina uma calma precária e a tensão é ainda palpável,” informou a rádio local.

 

O escritório para a coordenação da ONU na República Centro-Africana condenou a violência indiscriminada contra os refugiados na catedral de Bambari, pedindo a todas as partes envolvidas para respeitar a proteção dos civis e garantir a segurança. Uma ala dissidente da Seleka, cuja composição numérica não foi identificada, anunciou a criação de uma coordenação nacional política e militar. O objetivo declarado é defender os interesses dos cristãos, que desde dezembro de 2012, estão unidos à rebelião de maioria muçulmana, em sinal de descontentamento com a gestão do Presidente Fraçois Bozizé. Ele foi destituído por um golpe de estado em março de 2013. Ao término de uma visita à República Centro Africana, o Ministro da Defesa Francesa, Jean-Yves Le Drian, denunciou uma espiral de ódio e vingança entre os dois grupos em luta, advertindo que somente um cessar-fogo e a assinatura de um tratado de paz podem dar um futuro ao país.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados