Página Inicial







Itália: Freira vence "The Voice"
9 de Junho de 2014

A religiosa italiana Cristina Scuccia, de 25 anos, venceu o "The Voice" Itália, concurso de talentos que seleciona a melhor voz através de votação por júri e pelo público.

 

Apresentando-se sempre com hábito monacal, e acompanhada por religiosas da comunidade e familiares, Cristina Scuccia, irmã Ursolina da Sagrada Família, estreou-se no programa a 19 de março com a música "No one", originalmente cantada por Alicia Keys.

 

O vídeo com esta versão, durante a prova cega feita pelos jurados/mentores, tem hoje mais de 50 milhões de visualizações. Após a exibição inicial, um dos membros do júri, Raffaella Carra, perguntou a Cristina se era mesmo uma freira.

 

«Sim, sou verdadeiramente uma irmã», respondeu, acrescentando: «Vim aqui porque tenho um dom e quero partilhar esse dom.»

 

Antes de ser religiosa, Cristina frequentou cursos de canto, apresentando-se, com a sua banda, em casamentos e festas na ilha da Sicília, de onde é natural.

 

Seguindo a ambição de tornar-se cantora, muda-se para Roma, frequentando a "Star Rose Academy", escola fundada pelas Irmãs Ursolinas e dirigida pela ex atriz Claudia Koll. Do encontro entre arte e espiritualidade nasce a vocação à vida consagrada.

 

Depois do noviciado, no Brasil, regressa a Itália, tendo participado no processo de seleção de dois concursos de talentos.

 

Na final do concurso, transmitida em direto pelo canal Rai 2, a irmã Cristina defrontou Tommaso Pini, Giorgia Pino e Giacomo Voli, todos em disputa por um contrato discográfico.

 

A vencedora, com 62% dos votos, foi apurada após recurso exclusivo ao televoto, somando a votação obtida na última semana, aberta logo depois de terminada a meia-final, e os obtidos durante a sessão desta noite.

 

Antes da cantar pela última vez, naquela que foi a música final da 2.ª edição da versão italiana do "The Voice", a irmã Cristina convidou o auditório a rezar o Pai-nosso.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados