Página Inicial







Rep. Centro-Africana: Comboniano indicado ao Prémio Príncipe de Astúrias
12 de Junho de 2014

O Bispo de Bangassou, na República Centro-Africana, é um dos candidatos ao «Prémio Príncipe de Astúrias» na categoria «Concórdia».

 

Dom Juan José Aguirre, missionário comboniano, foi indicado ao prémio pela Fundação Bangassou que justifica sua candidatura: “As qualidades que possui são inegáveis e o imenso e reconhecido trabalho realizado na República Centro-Africana, com ênfase na Diocese de Bangassou, durante os seus 34 anos de vida missionária”.

 

“É por isso que decidimos apresentar sua candidatura, mesmo sabendo que Juanjo (como é chamado pelo locais) não se interessa por este tipo de reconhecimentos, pois acredita que já tem o amor, o apoio e a ajuda das tantas pessoas que trabalham com ele para melhorar a condição dos que convivem em sua diocese”, acrescentam os responsáveis pela Fundação.

 

Ainda de acordo com a Fundação Bangassou, “ esta nomeação é uma homenagem aos milhares de missionários que dedicam suas vidas, sua saúde, seu compromisso e seu esforço no combate às injustiças sofridas pelos mais pobres do mundo”.

 

Porque normalmente estes são os que estão ao lado dos necessitados quando tudo dá errado, porque, no caso da RCA, um país que estava esquecido por todos, Juan Aguirre foi a voz do povo denunciando as atrocidades que estavam a sofrer com a invasão do grupo islâmico armado Seleka em 2013 e que mergulhou o país no caos.

 

Desde então, em diversas regiões do país acontecem coisas que podem bem refletir o que é o inferno, mas na diocese de Bangassou, no sudoeste do país, os comités de intermediação formados por representantes mussulmanos e cristãos estão conseguindo manter a harmonia e a estabilidade.

 

O vencedor do prémio para a categoria «Concórdia» será anunciado em Setembro.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados