Página Inicial







Rep. Centro-Africana: Duplica o número de Crianças-soldado em cinco meses
19 de Maio de 2014

O número de crianças-soldado a atuar no conflito centro-africano quase duplicou nos últimos cinco meses, anunciou o Fundo da ONU para a Infância (Unicef).

 

Em nota, emitida em Genebra, a agência informa que desde o agudizar da violência, em dezembro passado, estas passaram de 3,5 mil para cerca de 6 mil.

 

De acordo com informações recebidas do país, vários grupos armados libertaram mais de mil menores este ano. O Unicef disse que o número é mais de cinco vezes superior ao dos soltos em 2013.

 

Além das milhares de crianças a combater ao lado dos grupos armados no conflito, o estudo destaca que outras exercem funções de cozinheiras, de porteiras e de encarregadas de educação.

 

Em relação ao grupo libertado, a agência disse ter apoiado com um pacote de serviços, que inclui assistência médica e apoio psicossocial.

 

Em colaboração com parceiros, foram localizados os familiares e reunidos aos menores que também puderam retornar à escola. As mais velhas recebem instrução avançada.

 

A questão das crianças armadas junta-se a da desnutrição aguda, que afeta cerca de 30 mil crianças centro-africanas em 2014. O Unicef lembra que desde o início do ano, o sistema de educação está de rastos.

 

A pesquisa aponta para 194 crianças mortas ou feridas por machetes desde dezembro.

 

Entretanto, o Alto Comissário da ONU para Refugiados (Acnur) também apresentou dados de maio, apontando para um aumento de deslocados em cerca do dobro, relativamente ao mês passado. A subida deve-se à intensificação do conflito na região centro-norte, aponta a agência.

 

Mais de 23 mil pessoas fugiram das suas casas na área de Kaga Bandoro, sendo a maioria dos deslocados cristã, com maior número de mulheres e crianças.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados