Página Inicial







Rep. Centro-Africana: Fórum para a Reconciliação Nacional
8 de Julho de 2014

A capital da República do Congo, Brazzaville, recebe este mês o Fórum para a Reconciliação Nacional na República Centro-Africana (RCA), informou a diplomacia angolana, após reunião realizada segunda-feira, 7 de Julho, em Addis Abeba, Etiópia, envolvendo vários governantes africanos.

 

Este fórum visa promover o diálogo político naquele país e, ainda de acordo com informação do Ministério das Relações Exteriores de Angola, decorrerá entre 21 e 23 de Julho. Será coordenado pelo presidente da República do Congo, Denis Sassou Nguesso, designado como mediador da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) para o conflito na RCA.  

 

Esta é uma das conclusões da 5.ª reunião do Grupo Internacional de Contacto sobre a RCA (GIC-RCA), realizada segunda-feira em Adis Abeba. 

 

O encontro reuniu vários governantes africanos, nomeadamente o chefe da Diplomacia angolana, Georges Chikoti, entre outros parceiros internacionais envolvidos no processo de paz, como Estados Unidos, Canada, Japão e Austrália.

 

Angola preside desde Janeiro à Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL) e a resolução do conflito na RCA é precisamente uma das prioridades.

 

Desde Dezembro de 2013 que a RCA enfrenta sucessivos casos de violência protagonizados por milícias muçulmanas, partidárias dos rebeldes do Seleka, e cristão denominados anti-Balaka.

 

No terreno, cerca de dois mil militares franceses e cinco mil e 800 da União Africana tentam conter uma espiral de violência, missão que a partir de Setembro deverá ser assumida por uma força de paz da ONU.

 

A situação na RCA, segundo o ministério angolano, "continua frágil", sendo "urgente conduzir a reconciliação entre os centro-africanos, o diálogo político, a restauração da administração do Estado e consolidar o seu próprio processo de transição".

 

O desarmamento e a reforma das forças de defesa e segurança, assim como a "realização de eleições livre, justas, transparentes e democráticas", são acções necessárias apontadas por Angola, que se compromete em "apoiar" o processo de paz. 

 

A 6ª reunião do GIC-RCA deverá realizar-se em Bangui, na RCA, durante o mês de Outubro.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados