Página Inicial







Vaticano: Papa antecipa preocupações do próximo Sínodo dos Bispos
10 de Setembro de 2015

O Papa apresentou esta quinta-feira, 10 de Setembro, no Vaticano preocupações com as ameaças “ideológicas” em relação à família e lembrou as “feridas” na vida dos casais, que exigem “misericórdia” da Igreja.

 

Perante os participantes do encontro mundial promovido pelas Equipas de Nossa Senhora, Francisco antecipou um conjunto de temas que devem dominar a próxima assembleia geral ordinária do Sínodo dos Bispos, com início marcado para 4 de outubro, no Vaticano.

 

“A imagem da família - como Deus a quer, composta por um homem e uma mulher em vista do bem dos cônjuges e também da geração e da educação dos filhos - é deformada através de poderosos projetos contrários, sustentados por colonizações ideológicas”, denunciou.

 

Francisco pediu ainda aos membros das Equipas de Nossa Senhora, presentes em vários países, incluindo Portugal, que sejam “instrumento da misericórdia de Cristo e da Igreja” para as pessoas cujo casamento “falhou”.

 

“Um casal unido e feliz pode compreender melhor do que qualquer outra pessoa, desde dentro, a ferida e o sofrimento que um abandono, uma traição, um falhanço do amor provocam”, disse.

 

Nesse contexto, o Papa recordou o “sofrimento indizível” dos filhos que vivem estas situações.

 

A intervenção aludiu às “numerosas” famílias feridas pela “falta de trabalho, a pobreza, problemas de saúde, luto” ou um “clima de violência”.

 

As Equipas de Nossa Senhora, nascidas em França em 1938, são um movimento de espiritualidade conjugal cujo objetivo é ajudar os casais a viver plenamente o sacramento do Matrimónio.

 

Francisco manifestou a sua alegria por poder encontrar-se com os participantes do encontro mundial a poucos semanas do Sínodo dos Bispos.

 

A reunião deste organismo consultivo, a segunda sobre a família em anos consecutivos, procura que “a Igreja reflita com cada vez maior atenção sobre aquilo que as famílias vivem”, num momento em que, segundo o Papa, estas se encontram “ameaçadas num atual contexto cultural difícil”.

 

O discurso elogiou o trabalho de quem promove o “amadurecimento dos casais” e sublinhou a importância de acompanhar “com criatividade sempre renovada” os mais jovens, “antes e depois do Matrimónio”.

 

Francisco realçou a importância da oração e do diálogo em família - "a obrigação de 'sentar-se', que vai muito contra a corrente dos hábitos de um mundo apressado e agitado" -, propostas centrais no itinerário das Equipas de Nossa Senhora, cujo fundador, padre Enrico Caffarel, está em processo de beatificação.

 

Fonte: Agência Ecclesia



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados