Página Inicial







Mianmar: Oposição acredita em vitória nas eleições
9 de Novembro de 2015

A líder opositora birmanesa Aung San Suu Kyi repetiu que acredita na vitória de seu partido nas eleições legislativas realizadas no domingo, 8 de Novembro, em Mianmar, enquanto o país aguarda os resultados oficiais.

 

"Acredito que a população já tem uma ideia dos resultados, mas ainda não quero dizer nada", declarou Suu Kyi, vencedora do Nobel da Paz, para a multidão reunida diante da sede de seu partido, a Liga Nacional pela Democracia (LND), no centro de Yangun.

 

O partido conquistou 15 das 16 primeiras cadeiras de deputados que tiveram os resultados anunciados nesta segunda pela Comissão Eleitoral. As primeiras circunscrições (de um total de 491 cadeiras em disputa nas eleições para as duas câmaras do Parlamento) estão situadas na região de Yangon, a capital econômica do país.

 

Menos prudente, Win Htein, porta-voz da Liga Nacional pela Democracia (LND), anunciou que o partido pode obter "mais de 70 por cento das cadeiras em todo o país".

 

Caso o resultado seja confirmado, a LND poderia conquistar a maioria absoluta no Parlamento, apesar da medida que reserva 25 por cento das cadeiras aos militares, e teria condições de eleger o próximo presidente.

 

O partido governista de Mianmar reconheceu nesta segunda derrota nas eleições gerais.

 

"Perdemos", disse à Reuters o presidente em exercício do Partido União, Solidariedade e Desenvolvimento, Hatay Oo, em entrevista um dia após a primeira eleição nacional livre do país em um quarto de século.

 

A vitória do partido de Aung San Suu Kyi iniciaria uma nova era no país, após décadas de poder militar. Apesar da “auto dissolução” da junta em 2011, os militares permanecem no poder.

 

Aos 70 anos, Aung San Suu Kyi, filha do general Aung San, um dos líderes da independência birmanesa, passou 15 anos em prisão domiciliar e encarna há três décadas o desejo de democracia da população.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados