Página Inicial







México: Pequenas ações fazem diferença na conversão ecológica
13 de Novembro de 2015

Em discurso no México, o Presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz afirmou que “cada um de nós tem um papel a desempenhar (na ecologia integral), no qual até as menores ações fazem diferença”.

 

Para o Cardeal Peter Turkson, é necessária uma urgente “conversão ecológica” para uma “nova solidariedade global”.

 

“A ecologia integral, como base para a justiça e o desenvolvimento mundial, nos pede uma nova solidariedade global. Nela, todos e cada um de nós temos um papel a desempenhar, no qual até as menores ações fazem diferença”, defendeu o cardeal, braço direito do Papa na elaboração da Encíclica Laudato si.

 

Ao recordar que, de um ponto de vista conceitual, a Encíclica, ao utilizar o termo “ecologia” a partir de “um enfoque de respeito de todos os complexos sistemas”, adquire a característa de “ecologia integral”, cujo centro é o chamado ao diálogo e à nova solidariedade.

 

“Se tudo está relacionado, também a saúde das instituições de uma sociedade tem consequências no ambiente e na qualidade de vida humana”, citou o cardeal, inspirando-se na parte da Encíclica em que o Papa fala sobre as vítimas da crise sócio-ambiental e seu grito por justiça e solidariedade.

 

O Papa assinala que são os pobres quem padecem as consequências mais graves do degrado ambiental, disse o cardeal, recordando, todavia, que “nem tudo está perdido, porque os seres humanos, capazes de tocar o fundo da degradação, podem também superar-se, voltar a escolher o bem e regenerar-se”, concluiu.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados