Página Inicial







Vaticano: Papa expressa profunda dor por ataques em França
16 de Novembro de 2015

“Desejo expressar minha profunda dor pelos ataques terroristas que na noite de sexta-feira ensanguentaram a França, causando numerosas vítimas. Diante de tais atos, não se pode deixar de condenar a inqualificável afronta à dignidade da pessoa humana. Quero reafirmar com veemência que o caminho da violência e do ódio não resolve os problemas da humanidade e que utilizar o nome de Deus para justificar esse caminho é uma blasfêmia!”

 

Assim falou Francisco no Angelus de domingo, 15 de Novembro, ao expressar seu profundo pesar pelos atentados em Paris, manifestando proximidade particular aos familiares daqueles que perderam a vida e aos feridos.

 

Francisco convidou todos a se unirem a sua oração, confiando as vítimas indefesas dessa tragédia à misericórdia de Deus. “A Virgem Maria, Mãe de misericórdia, suscite nos corações de todos pensamentos de sabedoria e propósitos de paz”, acrescentou.

 

No sábado, 14 de Novembro, o Papa enviou uma carta ao arcebispo de Paris onde se uniu “ao drama e à dor” das famílias das vítimas e condenou de forma veemente a violência que tomou a capital francesa.

 

“A violência não resolve nada”, frisa Francisco numa missiva endereçada ao cardeal André Vingt-Trois, divulgada pela sala de imprensa da Santa Sé.

 

No mesmo texto, o Papa argentino classifica os atentados que retiraram a vida a pelo menos 132 pessoas e feriram perto de 250 como um “ataque horrível” que não pode passar ao lado de todos.

 

“Que Deus inspire nas pessoas pensamentos de paz e solidariedade e que leve às famílias das vítimas e a todo o povo francês a plenitude das suas bênçãos, neste momento difícil”, escreveu o Papa.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados